UMA LINHA É UM PONTO QUE PASSEIA é um percurso artístico que propõe uma experiência imersiva de deambulação pela história de um lugar.

video by Tiago Moura

Sinopse

É um percurso artístico que propõe uma experiência imersiva de deambulação pela história de um lugar. Com recurso ao som, imagem e ações performativas, sugere-se uma viagem pela memória de Riachos, habitando uma quinta agrícola e os campos que a rodeiam, tomando estes espaços como lugar de encontros e trajetos únicos e singulares. Surgem assim tantos mapas, como percursos de cada participante. É que um mapa – bem o sabemos – é uma questão de performance.

Ficha artística e técnica

Direção Artística, Interpretação e Texto Ana Gil e Nuno Leão

Fotografia e Vídeo Tiago Moura

Composição Sonora Rui Dias

Criação e Conceito Terceira Pessoa – Associação

Participação Rancho Folclórico “Os Camponeses” de Riachos, José Duarte, Sr. Joaquim Santana, Sr. Manuel Carvalho Simões

Apoio Caminhos Médio Tejo, Câmara Municipal de Torres Novas, Junta de Freguesia de Riachos

April 13, 2019